"A Casa Sobre A Rocha" (Mt5:24).

“O Amor é a Lei de Deus. Viveis para que aprendais a amar. Amais para que aprendais a viver. Nenhuma outra lição é exigida do homem.” (O Livro De Mirdad)

VISLUMBRE DA GRAÇA – Obstáculos à Paz (David Hoffmeister)

Posted by José Eduardo Glaeser em 13/01/2011

Na verdade existe nenhum “obstáculo à paz”, não podemos transcender juntos no perdão. O perdão é deixar de valorizar o ego, que poderia também ser chamado de morte. O ego é uma tentativa de negação de Deus. Porém, tal crença não pode realmente mudar a verdade do Amor de Deus, pois nada pode mudar o Amor eterno. Contudo, enquanto o ego parece oferecer algo de valor, a Resposta de Deus não pode ser completamente ouvida ou aceita. Pois o ego é a crença que pode haver um substituto para Deus. E o Espírito Santo ensina que não existe nenhum Amor senão o Amor Todo Abrangente de Deus.
A “atração da culpa” é uma atração para uma imagem de identidade inventada e para todas as distrações e defesas que são partes desta imagem. A imagem é o ego ou a morte, e ela tenta se fazer passar por uma entidade real com uma vida própria com o poder que a mente adormecida dá a imagem. O ego não pode ser um obstáculo à paz se a crença é retirada dele e a fé é colocada no Espírito Santo.
O ego, a morte, parece ser atrativo somente porque ele parece oferecer uma alternativa para Deus, Que é temido pela mente adormecida como sendo um Deus bravo e punitivo. Deus não é nada disso, mas para uma mente adormecida que acredita que ela, de fato, se separou de Deus, este é o seu medo inconsciente. Ela projetou este medo sobre um deus “bravo” fictício e está com medo de se voltar para esse deus para pedir ajuda.
Parece haver prazeres associados com uma imagem inventada e seu mundo, tão efêmeros como só o que podem ser. E para a mente adormecida esses prazeres são atrativos e, portanto, perseguidos. Porém, ídolos nunca dão alegria e contentamento duradouros, pois eles são temporais. Eles se erguem e tombam, pois eles nunca poderiam substituir o Amor eterno. Enquanto o ego e seus ídolos são valorizados ou atrativos, naturalmente a “morte” ainda parece atrativa para a mente adormecida. Pois, mais uma vez, o ego é o sinônimo da morte.
Não há morte. Isso é reconhecido na Luz do Amor de Deus. O ego não tem nenhum fundamento e ilusões são apenas o erro. Uma vez que a fé é retirada do erro, o erro não mais será vivenciado como real. Este é o significado do Despertar, do superar a morte. Você permite ao Espírito erguer o erro do ego à Luz da Verdade (trazer ilusões à verdade), e a escuridão da morte não existe mais. A morte não é a morte do corpo. A morte foi o erro de que a separação de Deus pudesse de fato ter ocorrido. Então, transcender o ego é transcender uma crença no impossível. Uma vez que a morte é vista pela ilusão que ela é, ela deixa de ser atrativa. Pois quem poderia escolher ilusões quando a Luz da Verdade é Vivenciada como Amor, e quando o Amor não é mais temido.
Eu estou unido a você na Vida e no Amor de Deus. Você é tão perfeito e imutável quanto Deus Te criou. E dou graças por sermos Um Único Ser. Amém.

Bênçãos,
David

http://www.global-miracles.net/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: