O SER HUMANO PODE ENRIQUECER O QUANTO DESEJAR

O SER HUMANO PODE ENRIQUECER O QUANTO DESEJAR

Se os recursos da Terra tivessem quantidade definida e as riquezas fossem limitadas, certamente o aumento da riqueza de alguns implicaria diminuição da riqueza de outros. Porém, o reino de Deus é infinito, e o mundo real, como manifestação do reino de Deus, não sofre limitação de recursos e riquezas. Visto que o ser humano obtém a riqueza do Infinito, nenhuma riqueza lhe será demasiada.

(Livro: Mensagens de Luz)

POR QUE VOCÊ FOGE TANTO DE VOCÊ MESMO?

POR QUE VOCÊ FOGE TANTO DE VOCÊ MESMO?

Somente existe liberdade interior e simplicidade de ações se houver amor no coração; e amor como ele é: sem fingimento e praticado em verdade clara e sábia; posto que não baste amar de algum modo…, por vezes amando sem consciência de que amor é uma decisão e uma escolha, sempre em bondade, justiça e verdade/realidade; visto que o amor é sábio e sabe se portar; por isso, não se realiza sem coerência com o tempo e o modo da sabedoria.
A simples definição acima soa utópica, ou assustadora, caso não seja utópica; e isto em razão de que a maioria vive em níveis tão básicos de raiva e de ressentimento, que, a simples expressão do que seja a liberdade pela via do amor [única liberdade possível], assusta; posto que pareça se distanciar como algo que seja alcançável por nós.
Ora, que dizer então do “conhece-te a ti mesmo”…? Ou do “sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração”…? Ou ainda da afirmação de “aquele que controla a sua própria língua é perfeito varão”…?
Interessante é que enquanto fugimos de nós mesmos nos inscrevemos para estudar Deus, para aprender teologia, ou para conhecer a vontade de Deus por revelação mística, ou mesmo para tentar saber o que nos aguarda no futuro; e indo mais distante ainda… acho muito interessante quando dizemos saber o que Deus pensa…, ou por que Ele fez as coisas como elas são…; ou quando reclamamos por não entendermos Quem Ele é ou a razão de Seus caminhos…
O homem diz que não consegue conhecer a si mesmo e nem escolher o caminho da liberdade pelo amor que se expressa em verdade e fatos de sabedoria — enquanto se candidata a saber Deus, a dizer Deus, a explicar Deus, ou a questionar Deus…
Sim, para dentro dele, do homem…, nada; mas em relação ao Infinito, o homem quer saber tudo.
Ou seja:
O homem foge de sua tarefa interior de auto-conhecimento enquanto se candidata a entender e explicar Deus!
Na realidade a tarefa do auto-conhecimento só nos é possível em amor e confiança na Graça de Deus, em total descanso em fé; pois, do contrário, o que o homem conhecerá em si mesmo não será exatamente quem ele próprio possa ser, mas apenas o abismo labiríntico no qual o seu interior se tornou…, enquanto ele busca partes de si na escuridão do nada…
Então, quer dizer que para me conhecer eu tenho que antes conhecer a Graça e o Amor de Deus…, ao mesmo tempo em que você diz que isto não é possível pela própria condição limitada do ser humano? — você indaga.
Sim! É isto mesmo!
Para conhecer a mim mesmo eu preciso conhecer a Deus pela via da entrega em fé, e não pela razão espremida pela lógica que aleijou a racionalidade que antes sempre esteve aberta para a Graça e para o milagre do encontro com Deus.
Daí a humanidade até hoje celebrar como mestres do auto-conhecimento justamente aqueles que viveram no tempo em que razão não era sinônimo de lógica; mas sim de um sentido para além da própria lógica: a verdadeira racionalidade; que é a não limitação do entendimento às lógicas da razão anã; ao contrário, trata-se da integração de todas as variáveis da realidade, as visíveis, as invisíveis, as quantificáveis, as não quantificáveis, as sensoriais e as extra-sensoriais, as pensadas e as intuídas.
Neste mundo somente conheceu a si mesmo aquele que se entregou a Deus sem nada nas mãos além de nada nas mãos, em entrega…
Assim, até a viagem do auto-conhecimento não acontece pela lógica, mas pela entrega à serenidade que repousa na aceitação do amor de Deus por todos nós.
Isto, no entanto, só acontece acontecendo…
Sim, tem que ser o resultado de uma decisão de loucura de confiança no sentido da vida, em Deus.
Sem tal insanidade para os padrões lógicos ninguém conhece a Deus.
Na verdade Deus é Loucura.
Tudo em Deus é Loucura para a mente do homem…
Portanto, a verdadeira entrega a Deus é entrega à fé como loucura.
Ora, é quando isto acontece que se começa a andar nas mãos de Deus, em chão invisível, em caminho não visto pelos olhos…
É também aí que naturalmente começa a surgir a luz que nos faz conhecer a nós mesmos, tanto mais quanto mergulhemos em Deus como loucura de fé.
Ou alguém pensaria ou imaginaria que o encontro entre o finito e o infinito seria algo que poderia acontecer fora do ambiente da contradição e da loucura?
Afinal, afirmar que foi o Amor que criou todas as coisas nos parece ser apenas poesia, mas não fato da existência…
Entretanto, como eu dizia no início…, como a maioria crê que existe, mas não crê mesmo que Deus exista e seja… — prefere-se estudar Deus, pois as implicações não nos alcançam no nível da implicação pessoal de andar em amor e verdade a fim de que se conheça a si mesmo.
É nesse limbo que os mais piedosos entre nós ainda vivem…
Mas a verdade é uma só:
Sem entrega louca ao amor de Deus ninguém conhece a Deus, e, portanto, ninguém conhece a si mesmo!
Qualquer outra hipótese não passa de mera falácia e diletantismo sem realidade.
Pense nisso!

Caio
14 de agosto de 2009
Lago Norte
Brasília
DF

VIA CAIOFABIO

O vinho será sangue da roseira, e não da vinha?…

“O vinho será sangue da roseira,
e não da vinha? E aquela sinfonia
será o azul do céu, cristalizado,
e será a Noite a pálpebra do Dia?”
(Rubáiyát/Khayyám)

UM RASCUNHO SOBRE MEDITAÇÃO BÍBLICA – RICARDO GONDIM

UM RASCUNHO SOBRE MEDITAÇÃO BÍBLICA.
RICARDO GONDIM

Somos filhos da modernidade. Aprendemos a pensar, analisar, dissecar e, acima de tudo, questionar tudo. A filosofia propôs: “Penso, logo existo”, e nós acreditamos.
Acreditamos que a verdade só pode estar naquilo que a razão abarca.
Mas, em tempos passados havia outras possibilidades de perceber realidades. Podemos conhecer realidades através de outros sentidos. A percepção humana não se restringe ao racional. Através da Meditação exercita-se o espírito para que se apreendam verdades que, embora não contradigam o racional, não dependam dele.
O QUE É MEDITAÇÃO BÍBLICA.
Meditação é uma prática devocional de “ficar” com um texto das Escrituras até que ele seja absorvido por todo o ser; é uma disciplina pela qual o coração intui dimensões mentalmente imperceptíveis da revelação de Deus.
Através da meditação bíblica, o Espírito Santo descortina mistérios eternos. Pode-se dizer que meditação é o processo digestivo que alimenta a alma do pão do céu.
Jeremias 15.16: Quando as tuas palavras foram encontradas, eu as comi; elas são a minha alegria e o meu júbilo, pois pertenço a ti,Senhor Deus dos Exércitos.
Aliás, essa metáfora de “comer a palavra” está amplamente relatada na Bíblia hebraica:
Ezequiel 3. 1-3: E ele me disse: “Filho do homem, coma este rolo; depois vá falar à nação de Israel”. Eu abri a boca, e ele me deu o rolo para eu comer. E acrescentou: “Filho do homem, coma este rolo que estou lhe dando e encha o seu estômago com ele”. Então eu o comi, e em minha boca era doce como mel.
ATRAVÉS DA MEDITAÇÃO BÍBLICA É POSSÍVEL ULTRAPASSAR A ANÁLISE CARTESIANA DO TEXTO PARA QUE ELE ALIMENTE A ALMA.
João 6. 63 O Espírito dá vida; a carne não produz nada que se aproveite. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida.
Quanto maior a disciplina de ponderar nas Palavras de Deus, maior a capacidade de receber o que ele tem para dizer. Suas palavras são espírito e vida. Obviamente, precisamos exercitar o espírito para se alcançar o significado espiritual das palavras.
Deus ajuda quando admito que minha capacidade humana é insuficiente para cumprir sua vontade e optar por caminhos excelentes, .
MEDITAÇÃO BÍBLICA
É UMA DISCIPLINA QUE AJUDA O CORAÇÃO
A PREPARAR-SE PARA OUVIR O INAUDÍVEL,
PERCEBER O IMPERCEPTÍVEL
E ALCANÇAR O IMARCESCÍVEL.
1Coríntios 2.9-12: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam”, mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito.O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus. Pois, quem conhece os pensamentos do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece os pensamentos de Deus, a não ser o Espírito de Deus. Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente”.
A MEDITAÇÃO BÍBLICA É UMA ADMISSÃO QUE DEUS É MAIOR DO QUALQUER ESPECULAÇÃO.
Ora, se Deus fosse explicável pela mente humana, ele seria menor do que os próprios homens. Ele transcende qualquer abordagem e através da meditação bíblica eu abro mão de toda tentativa de explaná-lo.
Paulo, depois de haver escrito um tratado teológico denso e complicado que foi sua carta aos Romanos, parou e simplesmente dobrou-se diante da grandeza de Deus:
Romanos 11.33-36: “Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos! Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense? Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém”.
A MEDITAÇÃO BÍBLICA É UMA DISCIPLINA QUE AJUDA A SE PERCEBER AS “ENTRELINHAS” DO TEXTO.
Quando lemos um texto, não percebemos tudo o que está escrito nele. Por esse motivo, uma carta que chega de alguém que muito amamos é lida e relida várias vezes. Por que um namorado lê tanto uma mesma carta? Porque deseja entender o espírito, o semblante e as emoções com que sua amada escreveu.
Salmos 119.97: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro”.
Salmos 19.7-14: “A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes. Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos. O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas. São mais desejáveis do que o ouro, do que muito ouro puro; são mais doces do que o mel,do que as gotas do favo. Por elas o teu servo é advertido; há grande recompensa em obedecer-lhes. Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço! Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão. Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração”.

Soli Deo Gloria

VIA
RICARDO
GONDIM

CHEGA DE FUNDAMENTALISMO

Por Julio Zamparetti

Até quando viveremos sob a tensão das acusações teológicas? Até quando a Bíblia que trás a maior história de amor, compreensão, compaixão e misericórdia será razão de inimizades e intolerância? Será que ninguém percebe que algo está muito errado?
A Bíblia não pode ser interpretada sem se compreender o contexto histórico e cultural sob o qual foi escrita. Caso contrário, reteremos, apenas, sua letra mortal e lançaremos fora todo seu Espírito vivificante. E essa é exatamente a causa da bagunça religiosa de nossos dias.
A verdade é que qualquer forma de interpretação que não seja permeada de amor, tolerância e respeito ao próximo, independentemente de sua cor, CREDO e raça, deve ser extirpada de nossa vida.
A história já nos mostrou o suficiente para entendermos que o fundamentalismo jamais demonstrou o caráter de Cristo, o Príncipe da Paz.
CHEGA! Paradoxalmente não consigo mais tolerar a intolerância!
Quero paz! Quero adorar a Deus e rezar com meu irmão católico; Cantar louvores com meu irmão evangélico; fazer o bem e caminhar com meu irmão espírita; aprender com a sabedoria de meu irmão oriental; proclamar a glória de Deus com meu irmão Sol e minha irmã Lua.; e ter minha religiosidade respeitada por todos. Não importa se somos diferentes, se pensamos diferentes. Se o amor de Cristo não cobrir a medida de nossas diferenças, religiosidade alguma faz sentido.
O mundo conhecerá a Deus, disse Jesus, quando formos um, não disse quando formos iguais.
Diz a liturgia: “O amor de Cristo nos uniu”…
… quem sabe, um dia!

VIA
BLOG
JULIO
ZAMPARETTI
FERNANDES

SÊ BOM PARA CONTIGO

“Ser bondoso para contigo significa
olhares para ti com humanidade.
Ser bondoso significa sentires-te bem contigo próprio.
É reconhecer a criança ferida que existe em ti
e usares de misericórdia para com ela;
olhar para as próprias feridas com o olhar
compassivo do coração e agir com uma
dedicação sincera.
Não deves enfurecer-te com as tuas próprias fraquezas,
mas sim olhá-las com amor e aceitá-las.
Só um olhar carinhoso pode fazer com
que as nossas fraquezas se transformem.
Não dificultes a tua vida
ao levar demasiado a sério
aquilo que não te agrada em ti
e o que te aborrece nos outros.
Vive e deixa viver.
Vê para lá das coisas.
Sê criativo na forma como levas alegria
à vida das pessoas que vais encontrando.
As rosas que fazes florescer para os outros
não perfumam apenas a vida delas.
Também inebriam a tua.
Também enchem o teu coração de amor e alegria.
Sempre que te aproximas dos outros,
há algo em ti que se agita,
que te faz sentir livre e expansivo.”

(Anselm Grün, em “Em cada dia… um caminho para a felicidade”)

VIA ABRIGO DOS SÁBIOS

RECEBEMOS O CORRESPONDENTE AO QUE DAMOS.

RECEBEMOS O CORRESPONDENTE AO QUE DAMOS.

No mundo regido por Deus, ninguém engana nem é enganado. Na verdade, estamos num mundo sem roubos, um mundo de amplas perspectivas, um mundo onde se efetua rigorosa prestação de contas. Quem dá, recebe; quem rouba, é roubado; quem atira algo a outrem, recebe o troco. Todos os fatos e todas as coisas partem de nós mesmos e voltam para nós.

(Livro:
Mensagens de Luz)

VIA SEICHO-NO-IE

ORAÇÃO PARA ILUMINAR A HUMANIDADE

Pela paz da humanidade, mentalize:
Pela paz da humanidade, mentalize:
O Amor de Deus flui para o meu interior e preenche todo o meu ser, que neste momento resplandece intensamente e propaga vibração de Amor a toda a humanidade, abençoando-a.

(Do livro: Masaharu Taniguchi, do Livro “Minhas Orações”)

VIA SEICHO-NO-IE