"A Casa Sobre A Rocha" (Mt5:24).

“O Amor é a Lei de Deus. Viveis para que aprendais a amar. Amais para que aprendais a viver. Nenhuma outra lição é exigida do homem.” (O Livro De Mirdad)

SALMO 22 (21)

Posted by José Eduardo Glaeser em 09/02/2011

Deus ouve o clamor do pobre

Do mestre de canto. Sobre “A corça da manhã”. Salmo. De Davi.
Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? Apesar de meus gritos, minha prece não te alcança!
De dia eu grito, meu Deus, e não me respondes. Grito de noite, e não fazes caso de mim!
E tu habitas no santuário, onde Israel te louva!
Nossos antepassados confiavam em ti; confiavam, e tu os salvavas;
gritavam a ti, e ficavam livres, confiavam em ti, e não se desapontaram.
Quanto a mim, eu sou verme, e não homem, riso dos homens e desprezo do povo.
Todos os que me vêem zombam de mim, abrem a boca e balançam a cabeça:
“Ele recorreu a Javé… Pois que Javé o salve! Que o liberte, se é que o ama de fato!”
És tu quem me tirou do ventre e me confiou aos peitos da minha mãe.
Fui entregue a ti desde o nascimento, desde o ventre materno tu és o meu Deus.
Não fiques longe de mim, que a angústia está perto, e não há ninguém para me socorrer.
Cercam-me touros numerosos, touros fortes de Basã me rodeiam.
Contra mim escancaram a boca os leões que dilaceram e rugem.
Estou como água derramada, e meus ossos todos se desconjuntam.
Meu coração está como cera, derretendo-se dentro de mim.
Minha força secou como argila, e minha língua colou-se ao maxilar. Tu me colocas na poeira da morte.
Cães numerosos me rodeiam, e um bando de malfeitores me envolve,
furando minhas mãos e meus pés.
Posso contar todos os meus ossos.
As pessoas me observam e me encaram,
entre si repartem minhas vestes, e sorteiam a minha túnica.
Tu, porém, Javé, não fiques longe! Força minha, vem socorrer-me depressa!
Salva meu pescoço da espada, e a minha pessoa, das patas do cão!
Arranca-me da goela do leão, faze-me triunfar dos chifres do búfalo!
Vou contar tua fama aos meus irmãos, vou louvar-te no meio da assembléia:
“Vocês que temem a Javé, louvem a Javé! Glorifique-o, descendência toda de Jacó! Tema-o, descendência toda de Israel!”
Sim, porque ele não desprezou, não desdenhou a desgraça do pobre,
nem lhe ocultou a sua face: quando gritou por socorro, ele o escutou.
De ti vem o meu louvor na grande assembléia. Cumprirei meus votos na presença dos que o temem.
Os pobres comerão e ficarão saciados, louvarão a Javé aqueles que o buscam: «Que o coração de vocês viva para sempre!»
Todos os confins da terra se lembrarão, e voltarão para Javé.
Todas as famílias das nações se prostrarão na presença dele.
Pois a realeza pertence a Javé, é ele quem governa as nações.
Diante dele se prostrarão as cinzas da tumba, diante dele se curvarão os que descem ao pó.
Javé me fará viver para ele, minha descendência o servirá, falará do Senhor para a geração futura,
contará a justiça dele ao povo que vai nascer: tudo o que o Senhor realizou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: