ESPAÇO ESPIRITUAL MITCH HAM ELL – O NÃO-DUALISMO

O NÃO-DUALISMO

Nos acreditamos separados, acreditamos na existência separada de Deus, de
nós seus filhos e da Criação, todos como sendo coisas distintas, ainda que
as consideremos interdependentes, isso no entanto é dualismo.
O não- dualismo ensina que Deus, seus filhos e a Criação são uma mesma
coisa e uma mesma energia, portanto, o não-dualismo não reconhece nada
além do Um, de Deus, que também pode ser chamado de Amor.
O não- dualismo não nega a existência de várias consciências, a de Deus
e a de seus filhos, ainda assim, ele nega a existência de almas individuais, mentes
individuais e eu’s, afirmando que todas as consciências pertencem a uma mesma
Alma, Mente e Eu, portanto, o não- dualismo afirma claramente que “Todos somos Um”.
Se o não- dualismo afirma que todos somos Deus, isto significa que todos somos Amor
e Perfeição, portanto, o não- dualismo acredita na perfeição de todas as consciências,
acredita na igualdade entre Deus e seus filhos, assim como na igualdade entre
a Criação e o Criador, sendo ambas Amor, aliás, sendo ambas a mesma coisa.
Isto não significa que a consciência de Deus não seja superior à nossa,
Ela o é, pois é a única incriada, e que está além da Criação, ainda
assim ela é relativamente igual à consciência de seus filhos.
Para o não- dualismo todos somos tudo, somos a
Realidade, Deus, o Amor, a Vida, tudo é nosso Ser.
O não- dualismo considera então que todas as sensações ilusórias de
separação e falta de Amor são apenas aparentes, ilusórias, o não -dualismo
afirma que só é real aquilo que é igual ao Um, isto é, perfeito e imutável,
sendo assim, tudo que é imperfeito e impermanente é ilusório, como é o caso
do Universo e do eu humano (que são apenas fenomenologicamente reais do
jeito que se apresentam), que são ilusões e não realidade, e por trás delas
reside a realidade, respetivamente, dos Planos do Real e dos
Eu-Alma, que são, dentro do possível, iguais a Deus.
O não- dualismo afirma que tudo é uma expressão do Amor (a Realidade
Única, Deus), ainda que nem sempre este seja bem compreendido e aplicado.
O não-dualismo reconhece então o Universo e o eu humano como condições
ilusórias, pois se afastaram dos Planos do Real e do Eu-Alma, ainda assim
reconhece um propósito nisso tudo, o de desenvolvimento da personalidade
dos Eu-Alma, portanto, ainda que o não-dualismo reconheça a ilusão da
separação, a observa como uma escola divina de Deus, pois sabe que apenas
na separação ilusória a personalidade dos Eu-Alma pode ser desenvolvida.
O não- dualismo ainda assim sabe que o objetivo é superar essa condição, pois
sabe que a escola universal é temporária. Aquele ser que entende o não-dualismo
busca a cada momento trazer seu Eu-Alma para o Universo, e ver o Universo e seus
irmãos tal como eles verdadeiramente são, puro Amor, Luz e Perfeição imutáveis.
O não-dualismo afirma portanto que qualquer condição adversa no Universo
e nas personalidades humanas não passa de ilusão, ainda que reconheça que
essas condições devem ser transmutadas para que os envolvidos
possam prosseguir com suas jornadas universais.
Nossa observação e caminhada espiritual é frequentemente dualista,
mas os grandes mestres têm nos ensinado o não- dualismo, e é ele
que devemos compreender e aplicar se desejamos realmente
evoluir e ajudar nossos semelhantes a evoluirem também.

Espaço Espiritual Mitch Ham Ell- 08/10/10

Os direitos autorais desta mensagem pertencem ao Espaço Espiritual Mitch Ham Ell (http://www.mitchhamell.com.br).
A publicação em websites é permitida, desde que as informações não sejam alteradas e os créditos do autor e seu site
sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas e nem re-impresso sem a permissão do autor.
Para pedir permissão, escreva para mitchhamell@mitchhamell.com.br

VIA ESPAÇO ESPIRITUAL MITCH HAM ELL

O SIGNIFICADO DE PROFESSORES DE DEUS DE ACORDO COM O UM CURSO EM MILAGRES

O SIGNIFICADO DE PROFESSORES DE DEUS
DE ACORDO COM O
UM CURSO EM MILAGRES

Nos últimos dias temos falado muito sobre o Professor de Deus. Resolvi colocar algumas quotacoes do livro Um Curso em Milagres sobre o assunto. Talvez elas possam clarificar algumas das duvidas sobre este assunto.
A definição oficial dada por Dr. Wapnik “Professor de Deus – no momento que decidimos nos juntar com outra pessoa, a decisão de juntar a Salvação, nos tornamos os Professores de Deus: ensinando as lições do Espírito Santo de perdão, aprendemos nos mesmos, reconhecendo que nosso Professor eh o Espírito Santo que ensina através do nosso exemplo de perdão e paz. Também referido como o “trabalhador milagroso” “mensageiro” e “ministro de Deus” usado como sinônimo para os estudantes do Um Curso em Milagres.
Outra definição encontrada no Um Curso em Milagres ensina “
Quem são os alunos? “A cada um dos professores de Deus estão destinados determinados alunos e eles começarão a procurá-lo assim que ele tiver respondido ao Chamado. Foram escolhidos para ele porque a forma do currículo universal que ele vai ensinar eh a melhor para eles em função do seu nível de compreensão. Os seus alunos tem estado esperando por, pois sua vinda eh certa. Mais uma vez, eh apenas uma questao de tempo. Assim que ele tiver escolhido cumprir o seu papel, eles estão prontos para cumprir os seus. O tempo espera sua escolha, mas não por aqueles a quem ela vai servir. Quando ele estiver pronto para aprender, as oportunidades de ensinar lhe serão providas.
Existem aproximadamente 76 lugares onde o Curso menciona de alguma maneira, o Professor de Deus. Todos os níveis existentes, em todas as áreas dos seus ensinamentos do corpo, ego, igualdade, perdão, Jesus, relação divina, etc.
Lição 296 “O Espírito Santo fala através de mim”
Quando ensinamos, o Espírito Santo esta falando através de nos, seja em que nível for. Do principiante ao mais avançado, existem sempre aqueles que estãoaprendendo para passar adiante.

VIA BLOG HARMONIA E PAZ

REENCARNACAO DE ACORDO COM UM CURSO EM MILAGRES

REENCARNACAO DE ACORDO COM UM CURSO EM MILAGRES

O Curso em Milagres a principio pode parecer muito radical. De acordo com seus ensinamentos existem apenas duas emoções, o medo ou amor. O medo gera a ilusão e o amor gera a realidade.
A visão oferecida pelo Curso eh de um caminho percorrido. Este conceito eh muito importante de se entender. Como todos os seus princípios os ensinamentos sempre operam em dois níveis. Um destes níveis nos mostra o que acontece quando chegamos ao fim da jornada e como a realidade eh vivida. Através desta visão temos uma idéia nítida do que significa viver na realidade. O outro nível, nos ensina como chegar la. Através do treinamento psicológico da mente, temos a possibilidade de aos poucos sair da ilusão para a realidade. Do inconsciente, da escuridão, para o consciente, a luz. A outra eh vivendo no agora, sem futuro ou passado.
Um dos aspectos desta realidade inclui a idéia de reencarnação. De acordo com o Curso, “Não ha passado ou futuro e a idéia de nascimento em um corpo não tem um significado nem em uma, nem muitas vezes. A reencarnação, portanto não pode ser verdadeira em nenhum sentido real” por fazer parte da ilusão. Estas palavras representam a realidade.
Mas na sua enorme compreensão e compaixão, o Curso sempre usa o que sabemos para o nosso beneficio. Mesmo as idéias criadas no mundo ilusório tem o seu propósito ate acordarmos. “Ha sempre algum risco em ver o presente em termos do passado. Sempre ha algum bem em qualquer pensamento que reforce a idéia de que a vida e o corpo não são a mesma coisa.”
A razão de trazer este assunto ao meu blog eh porque tenho pensado muito sobre este aspecto da cultura brasileira. Notei quando estive ai a ultima vez, que muitas pessoas, independentes da sua situação econômica ou de educação, acreditam que a direção de suas vidas são influenciadas por outras pessoas. Elas tendem a culpar os espíritos entre outros, pelo que acontecem em suas vidas. Acreditando nesta possibilidade, a pessoa automaticamente se sente atacada.
Quando isto acontece, elas deixam o medo ser a parte dominante da mente, pensando ser vulnerável ao ataque, assim fazendo ela reforça o ego. Como o ego eh dependente do medo para sobreviver, certas crenças são um obstáculo por algum tempo, mantendo a mente na escuridão.
Para muitos, parece ser importante saber como o passado, outras vidas, influenciam a dinâmica de uma família no presente, dificultando o individuo a tomar responsabilidade por suas ações no presente, criando desculpas pelo seu comportamento, apoiado num passado distante, onde outra dinâmica, outro tempo, existiam. “A reencarnação não deveria, em nenhuma circunstancia, ser o problema com o qual se deve lidar agora. Se ela fosse responsável por algumas dificuldades que o individuo enfrenta no presente, a sua tarefa ainda seria apenas a de escapar delas agora.”
“Não se pode enfatizar o suficiente que o objetivo deste curso eh uma reversão completa do pensamento. Quando, afinal, isso tiver sido realizado, temas como validade da reencarnação vem a ser sem significado”
Reconheço que não tenho todas as respostas para os mistérios do universo, se tivesse não estaria aqui. Mas o que quero dizer eh que não podemos sempre transferir a nossa responsabilidade como ser humano a forcas alem do nosso controle. Se fosse assim todos seriamos ricos, todos casaríamos com as pessoas desejadas, todos viveriam em um paraíso, independente do que fazemos ou agimos. Bastaria ir a um centro espírito a pedir ajuda.
O que notei também eh que estudantes do Curso tem a tendência de querer adaptar o Curso as suas crenças, como a população adaptou a religião católica ao espiritismo.
De certa maneira o Curso usando termos católicos, esta tentando se adaptar as crenças da sociedade, para poder aos poucos ensinar os princípios usados pelo Curso. O ideal seria o estudante entender que seu pensamento tem uma forca total sobre a sua vida. Esta eh a chave da prosperidade espiritual.
Estando ciente do que fazemos, da cultura em que vivemos, podemos prestar atenção as nossas crenças, como perpetuamos o ego através do medo.
“O Céu eh agora”
Quero deixar bem claro que acredito em espíritos, pois sou um deles. Acredito que centros espíritas fazem muito bem para as pessoas, especialmente aqueles que dão assistência social. Mas não podemos usar estes lugares como uma bengala, e precisamos tomar responsabilidade pelas nossas ações.
Gostaria de passar adiante estas palavras maravilhosas que descobri postada na parede de um centro fundado por uma grande amiga minha que faleceu ha alguns anos.
“A Casa Espírita não eh fonte de milagres, mas reduto de luz. Escola abençoada, onde aprendemos a crescer moralmente através do trabalho constante e disciplinado em favor de nos mesmos. O maior aprendizado eh sempre amar a todas criaturas e aprender a corrigir então, o milagre da renovação vira. O resultado dos trabalhos aqui realizados dependem de SUA transformação interior”
Palavras lindas que relembram a pessoa que no fim ela eh responsável pela sua mudança, ninguém pode fazer isto por ela. Esta eh a finalidade do Curso, nos relembrar que o poder esta sempre dentro de nos.
Sei que não eh fácil esta mudança. Muitas vezes na minha vida, me sinto pronta para responsabilizar alguém pelos os meus problemas, mas no fim tenho que voltar a me perguntar. Qual eh a parte que quero alimentar? O ego ou a forca divina, que eh a minha realidade?

VIA BLOG HARMONIA E PAZ

“MOMENTOS DE CRISE SÃO ABENÇOADOS” (ELIZABETH CAVALCANTE)

Momentos de crise são abençoados
:: Elisabeth Cavalcante ::

Quando estamos vivenciando um momento dificil, -em que tudo o que aprendemos, ou no que acreditávamos, parece repentimente inútil para iluminar nosso caminho, – sentimo-nos como alguém perdido em alto mar sem qualquer instrumento para se orientar.
Nestas ocasiões, aqueles que ainda não iniciaram a jornada interior são tomados pela angústia e pelo desespero. Muitos se perdem para sempre, entregues à insanidade, sem sequer buscar algum tipo de ajuda.
Outros, agarram-se aos tratamentos convencionais da medicina, que tratam apenas os sintomas, sem eliminar a causa raiz do sofrimento. Vivemos uma época desafiadora, em que os valores, até então, vistos como seguros e confiáveis começam a se desintegrar.
O que fazer para não sucumbir à loucura e ser capaz de encontrar nesta circunstância uma oportunidade valiosa de adentrar uma outra dimensão do ser, que a mente e sua pseudo-sabedoria jamais poderão conhecer?
Caminhos desconhecidos, até então, tornam-se agora a única saída para nos libertar das amarras as quais nos mantemos presos, unicamente pela nossa incapacidade de confiar em nossa percepção interior.
Somente quando o sofrimento se torna realmente insuportável é que começamos a questionar as bases nas quais fincamos nossa segurança, pois enquanto vivíamos apoiados nas verdades, ainda que ilusórias, que nos foram impostas pela sociedade, tudo parecia estar sob controle.
Agora chegou o momento de descobrir que existe dentro de nós um manancial inesgotável de sabedoria, capaz de nos guiar para a paz, a serenidade e a alegria, sejam quais forem as circunstâncias.
Aceitar esta realidade é o primeiro passo para que nos motivemos a iniciar a caminhada. Ainda que em princípio precisemos de auxílio para não deixar que a falta de confiança nos domine. Aos poucos, com paciência e perseverança descobriremos em nós o poder que emana de nossa fonte, o divino.
“Amado Osho,
Como o controle da sociedade sobre a mente das pessoas começa a se desintegrar, em tempos de crise social, como agora, parece haver uma tendência para um número crescente de pessoas ficarem abaixo da mente, na loucura. Além disso, é verdade que isto é acompanhado por uma tendência das pessoas a olhar para a possibilidade de ir além da mente para a iluminação?
Osho:
Tempos de crise são perigosos e extremamente importantes – perigosos para aqueles que não têm coragem de explorar novas dimensões da vida. Eles são obrigados a desintegrar-se em diferentes tipos de loucura – porque sua mente foi feita pela sociedade. Agora a sociedade está se desintegrando, a mente não pode permanecer; suas raízes estão na sociedade. É constantemente alimentada pela
sociedade – agora que a alimentação está desaparecendo.
Porque a sociedade está se desintegrando, uma grande suspeita, uma dúvida que
nunca esteve lá antes, é obrigada a surgir nos indivíduos. E se foram apenas pessoas obedientes que nunca foram além de qualquer limite que a sociedade decidiu, que sempre foram respeitados, cidadãos honrados – em outras
palavras, apenas medíocres – eles irão imediatamente enlouquecer.
Eles vão começar a cometer suicídio, eles vão começar a saltar do alto
de edifícios ou mesmo se eles viverem, agora eles não têm uma mente que possa ajudar -los a descobrir a situação de sua vida… podem tornar-se esquizofrênicos, divididos em duas pessoas – ou talvez uma multidão.
Em tempos de crise, o perigo é para aqueles que tenham gostado das vezes em que a sociedade foi resolvida, quando não havia nenhum problema, tudo estava à vontade, eles foram honrados, respeitados. Estas foram as pessoas que desfrutaram a obediência da mente, e estes vão ser os sofredores… Eles serão psicóticos, eles serão neuróticos – e estas palavras não fazem muita diferença.
…Mas os tempos de crise são de uma enorme importância para as almas ousadas que nunca se preocuparam sobre a respeitabilidade da sociedade, suas honras, que nunca se preocuparam sobre o que os outros pensam sobre eles, mas fizeram apenas o que eles sentiram certo fazer; que têm em certa maneira, foram sempre
rebeldes, individualistas.
Para essas pessoas, os momentos de crise são apenas de ouro – porque a sociedade está se desintegrando. Agora ela não pode condenar ninguém – ela própria é condenada, amaldiçoada. Ela não pode dizer aos outros que eles estão errados. Está se provando errada; toda sua sabedoria está provando apenas ser tola, supersticiosa.
Os indivíduos aventureiros podem aproveitar esta oportunidade para ir além da mente -, porque agora a sociedade não pode impedi-los… Agora eles estão livres.
Assim, momentos de crise são ambos … e é isso que está acontecendo em todo
o mundo. Nunca foi tão intensa a busca pelo crescimento espiritual, pela meditação. Mas nunca houve tanta loucura também. Ambos estão acontecendo porque o status quo não é mais poderoso, ele perdeu o controle.
…as pessoas mais inteligentes estão correndo em direção ao Oriente para encontrar alguma forma, algum método, alguma meditação – Yoga, hassidismo Zen, Sufismo,. Em algum lugar alguém deve saber como superar essa fase crítica, como ir além da mente tradicional e ainda se manter centrado, sensato e inteligente. Milhares de pessoas estão se movendo para o leste.
É muito divertido – porque milhares de pessoas estão vindo do Oriente
para o Ocidente para estudar a ciência, medicina, engenharia, eletrônica, e as
pessoas que sabem tudo isso estão indo para o Oriente, apenas para aprender a sentar-se silenciosamente e não fazer nada.
Mas é um momento bonito.. as pessoas que vão para além da mente irão criar o Homem Novo, a nova mente. E a coisa mais especial para ser lembrada sobre a nova mente é que ela nunca irá se tornar uma tradição, que será constantemente renovada. Se se tornar uma tradição, será de novo a mesma coisa.
A nova mente tem de se tornar continuamente nova, a cada novo dia, pronta para aceitar qualquer experiência inesperada, qualquer verdade inesperada… apenas disponível, vulnerável. Será uma emoção enorme, um grande êxtase, um grande desafio.
Então, eu não acho que esta crise é ruim, é boa. Algumas pessoas vão perder
suas máscaras, e vão ser realmente o que são – psicóticas, neuróticas –
mas pelo menos elas serão verdadeiras… Elas acreditaram muito na velha mente, e ela os traiu.
Mas o melhor da inteligência chegará a alturas desconhecidas antes. E se mesmo em um mundo tradicional, um homem como Gautama Buda ou Chuang Tzu ou Pitágoras foi possível, podemos conceber que na atmosfera que a mente vai criar, um povo mil vezes mais desperto, pessoas esclarecidas se tornará facilmente possível.
Se a nova mente pode prevalecer; então, a vida pode tornar-se um processo esclarecedor. E a iluminação não será algo raro, que acontece de vez em
quando a alguém muito especial, ela vai se tornar uma experência humana muito comum…”
OSHO – Além da Psicologia.

Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,
Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching
Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

VIA POSTAL STUM

“O DIA NÚMERO ‘UM'” (MARCIA MARIA DE RIZZO – 06.07.2012)

O DIA NÚMERO “UM”
MARCIA MARIA DE RIZZO
06.07.2012

Todos os dias parecem iguais. O número um, o dois, o três…. até o 365º dia.
Será assim mesmo? Ou somos nós que os tornamos monótonos e idênticos?
E será que somos assim tão inconscientes?
“A vida é tão rara…”, como dizia o Lenine em sua linda música.
A vida é única para cada um de nós. Ela começa e acaba. Mas nós vivemos como se ela fosse sem fim, mas não é.
Então, como podemos celebrar a vida?
Vivendo cada dia como se fosse o único dia, o dia número UM.
Deveríamos viver cada dia dando o melhor de nós ao trabalho, aos colegas, aos amigos, aos amores, aos filhos, aos pais, à família.
Mesmo que esse dia tenha sido infernal, ainda assim, aprendemos algo, dissemos ou fizemos alguma coisa que ajudou alguém. Alguém nos disse algo que nos ajudou, ou , pelo menos, um sorriso e um bom dia nós demos e recebemos.
O que ocorre é que focalizamos nossa atenção no ruim, sempre no ruim, e poucas vezes no bom.
Não estou dizendo que devemos enterrar a cabeça no buraco, como faz o avestruz.
Mas, podemos extrair de nosso dia um pouco de felicidade, mesmo que seja um instante fugaz.
E felicidade é isso: pequenos momentos que deixamos passar devido à nossa onipotência em achar que somos os únicos que sofrem ou que têm problemas.
A vida é rara e complexa, e temos a obrigação, como seres inteligentes que somos, em torná-la boa para nós e para os outros, construindo em nossos dias, esses momentos felizes, que nos alimentam e nos dão a sensação de estarmos unidos, de fazermos parte desta imensa rede – a humanidade.
(Marcia Maria de Rizzo – 06-07-2012)

VIA BLOG EVOLUINDO NO CAMINHO

“OLHOS PUROS COMUNICAM O PURO AMOR, A PUREZA …” (SHRI MATAJI NIRMALA DEVI)

“OLHOS PUROS COMUNICAM O PURO AMOR, A PUREZA …”
SHRI MATAJI NIRMALA DEVI

“Olhos puros comunicam o puro amor, a pureza. Com os olhos puros, você pode limpar as pessoas. Com os olhos puros você pode ajudar as pessoas, pode trazer a paz. A purificação dos olhos acontece através do seu Vishuddhi e do Agnya.”
(S.S. Shri Mataji Nirmala Devi, Itália, 16.08.1992)

VIA BLOG CONSCIÊNCIA “EU SOU”

O AMOR PERMITE QUE SE SINTA – ATÉ SE HOUVER DOR…


O amor permite que se sinta – até se houver dor. Muitas pessoas viraram as suas costas ao amor, porque ele introduz a dor, mas negar o amor mantém esta dor; mantém a ferida aberta. O bálsamo de cura do amor permite que a ferida seja curada. O amor permite que a centelha – a centelha criativa do Amor – seja novamente acesa na pessoa que encontra o desejo de amar novamente.

VIA AMERIKHAN MULTIDIMENSIONAL