SERMÃO DA MONTANHA (Pietro Ubaldi)

SERMÃO DA MONTANHA

Bem-aventurados os soberbos, porque eles terão de sofrer tantas humilhações até aprenderem a lição da humildade e, assim, deles será o reino dos céus.
Bem-aventurados os que gozam demais, só pensando em si e além dos limites razoáveis, porque terão de sofrer necessidade e abandono, até aprenderem a regra da justa medida e do amor ao próximo e, então, serão consolados.
Bem-aventurados os prepotentes, os ferozes, os guerreiros, porque tanto serão esmagados pela prepotência, ferocidade e agressão dos outros, que se tornarão mansos e, desse modo, herdarão a terra.
Bem-aventurados os que sustentam e praticam a injustiça, porque tanta injustiça terão de receber que compreenderão quão duro é ter de estar submetido a ela, que, por terem aprendido à sua custa, terminam por ambicionar a justiça e desta serão fartos.
Bem-aventurados os desapiedados, porque não encontrarão misericórdia e, por demais a invocarem para si sem recebê-la, compreenderão a necessidade da bondade e do perdão, alcançando assim, a misericórdia.
Bem-aventurados os que não são limpos de coração, porque ficarão tão submersos na ignorância e na maldade, com os conseqüentes erros e dores, que purificarão seu entendimento e, por isso, compreenderão a lei e verão a Deus.
Bem-aventurados os que gostam de brigas e disputas, porque pelo fato de não conseguirem encontrar a paz, almejá-la-ão e procurá-la-ão em toda a parte, até que se tornarão pacificadores, quando serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que perseguem com injustiça os justos, porque tanto serão perseguidos pela sua própria injustiça, que aprenderão a ser justos, e então deles será o reino dos céus…
Exultai, e alegrai-vos todos vós que quereis rebelar-vos contra a Lei Divina, porque grande é o sofrimento que vos espera e assim aprendereis a lição da obediência, pela qual ganhareis um grande tesouro nos céus.
Meus filhos, por quanto tempo continuarão sem compreender tudo isso?
Quantos erros terão ainda de cometerem e quantas dores terão de sofrer, antes de abrir os olhos para ver a essência da vida?
Continuarão a rebelar-vos contra a lei, a fechar-se no seu egoísmo e a conceber a vida só individualmente?
Quantas experiências dolorosas serão ainda necessárias para se aprender a não provocar as reações da lei?
Quando resolverá o homem, vítima do seu atraso, avançar para a conquista aos novos continentes do espírito, que o esperam?
Quando conseguirá ele, preso na sua forma mental, quebrar as paredes dessa prisão?
Quando irão querer resolver de uma vez e para sempre todos os seus problemas, evoluindo?
Tudo depende de boa vontade e do próprio esforço.
E hoje meus queridos, quero lhes convidar para um momento de reflexão em tudo isso que lhes digo. E que mais uma vez essa semente que lanço em vossos corações possa encontrar solo fértil para germinar e dar bons frutos.
Pois exatamente para serem felizes é que vocês foram criados. Só que para ser, antes vocês devem querer e buscar esta felicidade.

Paz e amor.
(PIETRO UBALDI)